Comportamento Filhote Sobre o bulldog

14 coisas que nunca te contaram sobre os bulldogs

14 características marcantes da raça bulldog inglês

Quando estávamos escolhendo qual raça tinha mais a ver com nossa personalidade e nosso estilo, tudo o que lemos sobre os bulldogs parecia realmente ter tudo a ver com o que procurávamos: “calmos”, “preguiçosos”, “baixo nível de energia”…

Pois então, nem tudo é bem assim. Aqui vai uma listinha de 14 coisas que nunca te contaram sobre os bulldogs:

1 – BULLDOGS PARECEM GENTE
Você vai dizer: “Isso é exagero de mãe”. Não, não é. O bulldog não é um cão comum. Ele se comporta como gente, faz birra como gente, emburra como gente, senta como gente, olha como gente… Às vezes tenho a impressão que eles falarão comigo a qualquer momento! Só convivendo com um para saber.

2 – BULLDOGS SÃO CÃES DESTRUIDORES
De brincadeira, se ficam entediados, se ficam irritados, não importa… eles destroem TUDO (TUDO mesmo) que tiver pela frente: móveis, sapatos, roupas, suas próprias camas, seus próprios brinquedos, chinelos (estes são os preferidos) e a lista é infinita. O adestramento é algo imprescindível para a raça.

3 – BULLDOGS TÊM ALTO NÍVEL DE ENERGIA (POR POUCO TEMPO)
Eles são preguiçosos sim, dormem bastante sim, mas não são cães-objeto. Bulldogs correm, pulam, brincam de pegar, gostam de cabo de força, exigem (MUITA) atenção, gostam de passear… A diferença é que essa energia toda dura no máximo 10 minutos, rs. Eles cansam muito rápido. E precisam de uma pausa entre um pico de energia e outro.

4 – BULLDOGS SÃO EXTREMAMENTE FORTES (E BRUTOS)
Eles têm a cara mais doce do mundo, é verdade. Aí você não resiste e vai brincar ou fazer carinho nessa fofura e leva uma patada singela, cai com o pulo no colo, é arranhado, ganha um roxo aqui… outro ali… Eles não têm a menor noção da sua força. É um amor bruto, rs.

5 – BULLDOGS (FILHOTES) MORDEM
Todo filhote dá suas mordidinhas e o filhote de bulldog também, eles mordem muito! Estão descobrindo o mundo pela boca, seus pés, suas mãos, os pés dos móveis, tudo faz parte dessa descoberta. Desde pequeninos a força deles é algo impressionante, então essas mordidinhas DOEM e precisam ser corrigidas. Diga NÃO, use as receitas das vovós, qualquer coisa que ajude a evitá-las. Você não vai querer que ele continue fazendo isso quando for grande, acredite!

6 – BULLDOGS CRESCEM (RÁPIDO)
O filhote de bulldog é a coisa mais fofa e gordinha do mundo. Mas eles não ficam assim para sempre. Eles crescem rápido e MUITO. São cães de médio porte, podem chegar a 40 cm de comprimento (às vezes mais) e mais de 25 kg.

7 – BULLDOGS SOLTAM (MUITO) PELO
Sempre achei que pelo curto não caía e seria o ideal para uma pessoa alérgica como eu. ERRADO. Cai e cai muito. Prepare o aspirador e as escovinhas.

8 – BULLDOGS GOSTAM DE ROTINA
“Todo dia ele faz tudo sempre igual”. Acordar sempre no mesmo horário, comer sempre na mesma hora, dormir sempre com a mesma cobertinha… eles adoram uma rotina.

9 – BULLDOGS SÃO CURIOSOS
Muitas raças seguem os donos e gostam de checar o que eles estão fazendo, falando de bulldogs, podemos multiplicar isso por 10 (pelo menos!). Se você abre a geladeira … ele enfia a cabeça para ver o que tem lá dentro, se abre a sacola de compras… lá está ele querendo olhar também, se você levanta… lá vai ele atrás de você. É uma companhia 100% presente (LITERALMENTE).

10 – BULLDOGS FUNGAM
Parece meio bizarro, eu sei, mas é uma característica muito marcante. Eles fungam se contrariados, fungam de tédio, fungam de cansaço, são pessoas, sério!

11 – BULLDOGS RONCAM (COMO GENTE)
Talvez pelo peso corporal, talvez pelo focinho achatado… fato é… eles roncam quando dormem. Um ronco que facilmente pode ser confundido por de um humano. Mas fique atento. O ronco não é considerado algo normal pelos vets, principalmente quando acordados, se achá-lo muito ofegante, vale uma visita ao veterinário.

12 – BULLDOGS PODEM SER AGRESSIVOS
Esse é um daqueles temas polêmicos, que a maioria dos pais não quer admitir, mas real. Muitos bulldogs são dominantes e agem como os verdadeiros líderes da casa. Este é um comportamento que precisa ser corrigido e minimizado o máximo possível para que essa dominância não se torne agressividade. Cachorro também precisa de educação e limites.

13 – BULLDOGS DÃO (MUITO) TRABALHO
Se está a procura de um cachorro que demande pouco de você, ESQUEÇA. A chegada dele vai mudar toda a rotina da casa, principalmente nas primeiras semanas. Por serem teimosos, educá-los vai exigir bastante perseverança e paciência. E não basta alimentar e dar água. Nada disso! Limpeza diária (dele e do ambiente onde ele fica), visitas constantes ao veterinário (e à farmácia), passeios e brincadeiras… Isso para dizer o mínimo!

14 – BULLDOGS CUSTAM CARO
Se acha que o preço de compra de um bulldog é caro (e realmente é), você deve considerar o que vem depois. A ração super premium (a mais indicada para eles) é mais cara do mercado. Por serem muito sensíveis, precisam de shampoos e produtos específicos para eles. No frio, as roupas são indispensáveis. É difícil encontrar um brinquedo e uma cama que eles não consigam destruir, aí lá vai você na seção mais cara da loja pet. Visitas ao veterinário são uma rotina, medicamentos então, nem se fala. Mesmo em caso de adoção, é preciso considerar se estes gastos cabem no seu orçamento.

Ser mãe é padecer no paraíso e ter uma figurinha dessas em casa é realmente como ter um filho humano, o trabalho é árduo, mas compensador. Só de ver aquela coisa gordinha, cheia de dobras correndo para você enche seu coração de amor.

Antes que os haters comecem a gritar, essa lista não é para assustar nem desencorajar ninguém de ter um bulldog, mas sim para que você saiba o que esperar.
Não compre ou adote só porque está na moda ou porque você achou bonitinho. Se você resolveu encarar essa, seja responsável e cuide como um filho 😉

 

61 comentários em “14 coisas que nunca te contaram sobre os bulldogs

  1. eu tenho um bulldog,
    ele comeu 3 cadeiras e ta comendo mais uma ,
    ele souta um pum que todo mundo morre aqui em casa ,ele se chama thor .
    Mas eu o amo mesmo assim

    Curtir

  2. Eu tenho uma Bulldog Francês e antes de adquirir ela eu pesquisei e cheguei nesse post, mesmo assim eu resolvi adquirir porque acho eles as coisas mais fofas e lindas. Ela tem 2 meses e 22 dias, realmente é um amor bruto e a descoberta com a boca nem se fala (risos), tudo eles põe na boca, roem de tudo, as mordidas são bem mais fortes do que qualquer outro filhote (ela mordeu minha bochecha e cortou um pouco por conta dos dentes serem muito fininhos e não ter ideia da força que ela tem), só que também ela é muito carinhosa e gentil, ela sempre dorme comigo na minha cama e enche minhas bochechas de lambidas antes de dormir e quando finalmente bate o sono ela se aconchega com a cabeça no meu pescoço e dorme (solta uns puns e ronca muito) e apesar dos pontos negativos tem um ponto positivo que vale por todos o defeitos… A satisfação de ver ela dormindo tranquila do meu lado, do carinho e felicidade que ela me dá.

    Curtir

  3. Gente, aqui em casa tem o Lorde é um Bulldog francês, ele é super estressado. Avança em mim, avança no meu marido, avança nas visitas, eu tenho medo dele rsrs” … Mas quando tá de boa, ele é um amor, carinhoso e companhia prá 24 horas rsrs”
    Super curioso mesmo kkkkk’ solta pêlos e muitos puns.. É muito bagunceiro, faz xixi no meu sofá todo dia kkk já estragou meu controle da televisão, rasgou chinelos mas adora brincar de correr.
    Ele é muito fofo.
    Mas muito carente também.
    Ele tem 10 meses..

    Curtir

  4. Boa noite, li todos os requisitos para ter um Buldogue e o único que eu me assustei é com a questão da destruição das coisas. Eu tenho uma Shih Tzu e estou procurando uma compania para ela. Vou morar em apartamento. Estou com medo de comprar uma Bull e ela destruir os meus móveis. O que fazer?

    Curtir

  5. Super me identifiquei com sua lista sou mãe de um bulldog inglês de 5 meses e adoro apesar do trabalho e da teimosia sou apaixonada e agora quero pegar uma fêmea será que vai dar briga ?

    Curtir

  6. Oi Carol.
    Meu filhote vai chegar em casa final deste mês (09/2017). Sou mãe de 1° viagem. O meu é um bulldog inglês.
    Estou receosa pois meu flat é pequeno (sala, banheiro, cozinha e quarto). É tranquilo de cria-lo neste espaço?
    Outra questão, a criadora me recomendou não comprar cama ou almofada neste inicio, somente coloca -lo encima de uma mantinha. O que vc acha? Como vc fez com o seu?
    Obga.

    Curtir

  7. Eles são terríveis e irresistíveis mesmo! 😚😚

    Curtir

  8. O meu Gordo, adotei há 3 meses, ele tem 1 ano e 6 meses. No primeiro mês ele era educado não destruía nada apenas seus brinquedos, mas a cachorrinha da casa ao lado entrou no cio…. ele ficou alucinado chegando a convulsionar corremos para o veterinário que indicou Gardenal , ainda está tomando, depois disso ele virou um destróier … tudo ele come, tudo mesmo … avparece dry wall, o balde, a manqueira da maquina de lavar roupa, parte oastica da geladeira, faz xixi em qualquer lugar e quando repreendemos ele fica pior ainda!!! Mas é o amor da nossa vida! 😍😍😍

    Curtir

  9. O meu Tião não me dá nenhum trabalho… Come, dorme, gases sem fim, cocôs nível caçamba mas praticamente é tranquilo. Assim seja. Amém rs

    Curtido por 1 pessoa

  10. Oi, Maria Izabel.
    Há muitos bulldogs que não são sociáveis com outros cães, pode ser o caso do Wood. Mas o período de adaptação quando já existe outro cão na casa exige muita paciência e atenção. Se já viu que ele ataca nessa sequência/rotina, evite o contato dos dois neste momento e introduza a interação supervisionada quando ambos estiverem calmos. Precisa persistir e ter paciência. O adestramento também pode ajudar. Beijos

    Curtir

  11. Tenho um Pug ( Boris ) e ganhei um bull francês , infelismente o Wood (Bulldog ) tomou conta da casa e de mim , ele tem uma rotina …..acorda e faz as necessidades , come , da um passeio e …..de repente como se um mecanismo acionasse seu cérebro ele ataca o Boris (pug ) de 12 anos
    Wood tem 3 aninhos e toda energia e carinho possível (apenas comigo )
    você acha que tem solução ? ou tenho que doar o Bul ?

    obrigada e abraços

    Curtir

  12. Gabi, veja a parte dois da lista… também vai se identificar. Beijos

    Curtir

  13. Nossa realmente tudo o que tá nessa lista é real tenho 3 Bulls e fazem isso mesmo. Ah vc esqueceu dos puns alto e fedido kkkkkkkkk… melhor raça para companhia. 😍

    Curtido por 1 pessoa

  14. Eu e meu marido rolamos de rir lendo as duas listas! Brutus é igualzinho! Mas a parte do curioso é a mais perfeita! Eita curiosidade brava!!!! Kkkk

    Curtido por 1 pessoa

  15. Hahaha. O Joaquim também! Bobeou ele funga na minha cara sem cerimônias! Esses bulls são terríveis! Beiios

    Curtir

  16. Apesar de amarmos eles tem as particularidades da raça…kkk a única que não gosto são as fungadas…kkk O Napoleão adora fungar em mim…mas vc descreveu exatamente a raça e o Napoleão .

    Curtir

  17. Oi, Ana Paula. Nem me fale dessas lambidas, aqui em casa é uma luta para não deixar os gordinhos se lamberem. Aqui no caso é um pouco por tédio um pouco por hábito. Fazem sempre no mesmo horário. Metódicos! Rs. Um beijo pro seu bebê e pra você!

    Curtir

  18. Descreveu exatamente o que é um bulldog. Só para complementar se vc por um acaso muda sua rotina ele emburra, entristece e lambe suas patas fofas de leão.
    Quanto à idas ao vet são muiiiiitaaaaaasssss. Mas aqui em casa amamos de paixão. Raça mais fofa do mundo

    Curtir

  19. Hahaha, as vezes também penso: agora ele vai falar!

    Curtir

  20. Oie. Que bom que gostou! Realmente até hoje me surpreendo com as peripécias do Rufus e agora do Joaquim. Tem horas que parece que eles vão falar realmente. Meeeedo, rs. Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  21. Como mamãe de bulldog me identifiquei muito com esse post. São verdadeiros serumaninhos, haha. O Nero meu filhote é um bulldog americano. Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  22. Pingback: A adoção do menino Joaquim – Mãe de Bulldog Inglês

  23. Oi, Jairo. Pra mim foi uma super surpresa todas essas peculiaridades da raça. Mas são apaixonantes, né? Beijos pro Otto!

    Curtir

  24. Temos um comentário 7/8 anos
    Estamos enchergando o Otto nessa lista.
    Perfeito

    Curtido por 1 pessoa

  25. Pingback: O filhote chegou, e agora? – PARTE 1 – Mãe de Bulldog

  26. Pingback: 10 itens que não podem faltar para a chegada do seu filhote de bulldog – Mãe de Bulldog

  27. Pingback: 10 itens básicos que não podem faltar para a chegada do seu filhote de bulldog – Mãe de Bulldog

  28. Oi, Breno. Cada tipo tem sua particularidade e é muito legal ir aprendendo com outros papais. Beijos pros pequenos!

    Curtir

  29. O Olde English Bulldogge cabe nessa lista, mas não precisa do veterinário constante nem da farmácia…. Destrói toooodos os brinquedos mas respeita sapatos, cabos e tudo que tem o josso cheiro…
    Estamos muito felizes com nossos Bulldogges Maguila, Cookie e o bebê Gordon que acaba de chegar.

    Curtir

  30. Pingback: MAIS 14 coisas que nunca te contaram sobre os bulldogs – Mãe de Bulldog

  31. Oi, Ana. Essa é a ideia do MDB, encontrar mamães e papais que estão no mesmo barco. Me senti perdida quando o Rufus chegou, é bom saber que não estou sozinha também 😉 Seja firme e tente o adestramento. Estamos começando… espero que ajude! Beijos

    Curtir

  32. Como é bom ler experiências semelhantes às minhas! Kkkkk não estou sozinha! Meu Toreto é exatamente assim, com suas caras e bocas e seu jeito bruto e desajeitado de ser! Ele come tudo que vê pela frente temos que ficar sempre de olho. E ainda não conseguimos fazer ele parar de morder 😕. Ele já está com 8 meses.

    Curtir

  33. Estou começando a ter esperanças, Bruna. Parece que a idade realmente acalma esses doidinhos. Que bom que ele nunca teve os problemas tradicionais dos bulls. O Rufus tem dermatite 😦 Beijos pro Bob!

    Curtir

  34. Umas figurinhas, né? Que fofo o Sushi! A página está bem legal! Avisa quando lançar 😉 Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  35. Adorei a materia!!!! O Bob já tem 8 anos e é um bulldogão de 28kilos grande e bonitão, tradicional bulldog inglês, ele destruiu as coisas qd era pequeno depois nunca mais, castrei ele com 4 anos e no começo estranhei pq ele acalmou um pouco, ele faz o que ele quer hoje em dia, anda qd quer passeia qd quer, ele manda, hj em dia com 8 anos ele só se interessa em andar quando é para brincar ou com uma bolinha ou um pauzinho, ele é vidrado em bolinhas, adora agua, e posso falar ate hoje eu nunca tive nenhum problema com veterinário nada, ele nunca teve problemas de pele, do olho, nada ele só é preguicoso.
    Com toda a certeza do mundo ele foi a melhor escolha que eu fiz na minha vida, um cãopanheirão

    Curtir

  36. Amei o texto!!! Tenho um bull francês que está com 4 meses de mto amor e travessuras!! Quando falou da geladeira, morri de rir de lembrar do meu, é igual!!
    Estou montando um blog pra ele, ainda em construção. Da uma olhadinha.
    http://www.sushibulldogfrances.wordpress.com

    Curtir

  37. Oi, Julia. As primeiras semanas são difíceis mesmo. O Rufinho ama bricar (e rasgar) os tapetes lá de casa, rs. Acho que os frenchie têm mais energia por mais tempo, mesmo. Os gordinhos cansam rápido, hehehe.
    Bjus

    Curtir

  38. Gente…. o Bóris é um bulldog atípico em algumas coisas…. Ele nunca destruiu naaaadinha em casa, nem a caminha dele. O único problema que tive quando ele chegou foi o xixi nos meus tapetes… tive que tirar todos de casa até ele acostumar com o local correto. Ele também é super agitado e não cansa rápido não, e não gosta de rotina 😦 kkk Mas, realmente, bulldogs são como filhos!!! Não troco meu frenchie por nada ❤

    Curtir

  39. Vou adicionar este item na parte 2 da lista, Jú! Realmente essa é uma característica BEM marcante! Rs Beijos

    Curtir

  40. Faltou somente falar que eles também soltam pum como os de humanos. Ou porque não dizer, pior que os de humanos? Hahahaha

    Curtir

  41. Obrigada, Raquel. Isso quer dizer que ainda falta 1 ano pro Rufinho se acalmar (OMG!). Beijos para Kyara!

    Curtir

  42. Adorei a matéria a minha Kyara já tem 4 anos e é exatamente assim, fica braba qdo eu brigo, pede desculpa qdo faz arte, solta pum, faz birra, é ciumenta, da muito trabalho, já me custou muitas idas ao vet e a farmácia, castrei ela qdo ela tinha uns 7meses, o comportamento não mudou, ela só parou de destruir a casa e as coisas depois que fez 2 anos, mas apesar de tudo isso não vivo sem ela, ela realmente é um ser humano, entende tudo, sabe como agradar, é carinhosa, companheira…é um amor de dog, amu muito minha bulKyara! Boa sorte com o seu babybul.

    Curtir

  43. Oummm. Eles gostam mesmo é de ficar com a gente. Não tem jeito. Beijos, Iraci!

    Curtir

  44. É tudo isto mesmo, é um filho, O meu quando vou sair , é só eu dizer : Filhonho a mamãe vai sair , já de imediato ele fica quietinho e vai pra varanda , onde é considerado a casinha dele e já deita na caminha e fica dando umas plaquinhas todo teste.Da até dó.

    Curtir

  45. Oi, Bruna. Vira e mexe penso em dar um irmãozinho pro Rufus… mas é um compromisso muito grande mesmo! Em todos os sentidos. Beijos para Panqueca!

    Curtir

  46. Obrigada, Priscila. A raça dá trabalho mas é realmente apaixonante! É um cachorro muito diferente, pensa que é gente e age como se tal. Umas figuras! Beijos!

    Curtir

  47. Poe é, Vivian, descobri tudo na prática e ainda estou aprendendo a cada dia com o Rufus. Espero que a castração nos ajude também! O adestramento, estamos começando…. Beijos pro Bernardo!

    Curtir

  48. PERFEITO! Panqueca foi totalmente descrita!
    E ela é o amor da nossa vida! Mesmo sendo doidinha! 😍😍😍
    Só não temos outro pelo custo dos cuidados… Mas assim quem possível aumentaremos a nossa família! Eles são simplismente demais!

    Curtir

  49. Perfeita a sua publicação, ainda não tenho bull mas sou extremamente apaixonada pela raça, desse 95 enfim o meu amor começou devido a isso deles serem como criança filho mesmo, e qdo eu vejo os comentários eu dou várias risadas kk imaginando o rosto de vcs qdo vê aquele rack lindo destruído pelas beiradas, as caminhas que não são baratas explodidas kkk amo de verdade tudo isso…. Parabéns pelo post.

    Curtir

  50. Amei as dicas…o meu Bernardo tem dois anos e aprendi sozinha tudo isso. Se soubesse disso tudo que é realmente assim, teria feito tudo novamente. Amooooo de paixão! Contratei adestrador, fiz de tudo mas a melhor solução e acalmou muito foi a castração. Em relação aos móveis um ano ele só ficava solto monitorado bem de perto. Ele tem regras e entende, por exemplo, não entra nos quartos. A sala é dele o sofá tbm. rs E alcool gel me ajudou muito , ele odeia. passo em tudo que ele quer por a boca, ele sai correndo e desiste rapidinho!

    Curtir

  51. Oi, Rebeca. Que bom saber que essa fase destruidora pode passar! Não vejo a hora, rs. Bjus para Muffin (adorei o nome!)

    Curtir

  52. Eles fungam, roncam, soltam pum! Mas são extremamente carinhosos! Hoje a Muffin não é destruidora…. el já tem 7 anos 🙂 mas foram inúmeros controle remotos destruidos! Até a pilha ela mastigou! Fora as tomadas, paredes e chinelos… Adorei qdo mencionou do jeito que eles sentam e emburram… Se acham pessoas! Pra mim, a muffin é um anjinho de 4 patas!

    Curtir

  53. As cadeiras são a nova obsessão do Rufinho, tive que tirar TODAS antes da destruição completa! Apesar de serem muito peraltas são um verdadeiro amor mesmo! Beijos pro Boris, Rosemary!

    Curtir

  54. Kkkk Bulldog é assim mesmo!! O Boris olhava pra mim mastigando pedaços da cadeira, comeu todas!! Comprei uma caminha linda que durou uma noite, Bolas , ele as destroem em 15 minutos. Fora o gasto no vet!! Roncos, puns barulhentos e arrotos na nossa cara são rotina.
    Mas eu AMO bulldog e não imagino em ter outra raça que não seja um Bull. 😉

    Curtir

  55. O Rufus não pode ouvir qualquer movimento que já se levanta para saber o que está acontecendo. A geladeira então, um dos points preferidos dele, rs. Muuuuito curiosos estes bulls. Beijos, Francielle!

    Curtir

  56. Li e parece que vi meu bulldog, kkk, incrível! A curiosidade então, nem se fala, realmente eles adoram uma geladeira aberta! Kkkk

    Curtir

  57. HAHAHA. Verdade, Regiane… e o Rufus agora deu para arrotar também! rs
    Isso pode virar uma listinha parte II! Fico feliz que tenha gostado!
    Qual o nome da pequena? Beijos

    Curtir

  58. Esqueceu que soltam PUM…. quando comprei a minha eu não sabia desse detalhe flatulento, fiquei desesperada e a levei ao vet, mas ai a veterinária começou a rir e me explicou que era normal…. Mas hoje já me acostumei que nem percebo direito…. kkkk… sério, nos acostumamos com algumas bizarrices quando amamos….kkkkkkk….. não consigo dormir sem o ronquinho dela, e é ronquinho mesmo….
    Bom adorei a matéria

    Curtir

  59. Pingback: Dicas para diminuir a queda de pêlo – Mãe de Bulldog

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: